Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Noticias > Alunos da UFCG Campus Sumé desenvolvem sistema de controle de atendimento
Início do conteúdo da página
Notícias

Alunos da UFCG Campus Sumé desenvolvem sistema de controle de atendimento

  • Publicado: Quarta, 21 de Junho de 2017, 10h46
O equipamento
imagem sem descrição.

O sistema foi criado para uso na coordenação do curso de Engenharia de Produção do CDSA.

Buscando contribuir de forma eficaz e moderna na redução da espera em filas de atendimentos, alunos do curso de Engenharia de Produção do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da Universidade Federal de Campina Grande desenvolveram um sistema de controle de atendimento (o TWC), visando diminuir as filas na Coordenação do Curso, principalmente em momentos de maior procura, como na matrícula de alunos.

O resultado surgiu a partir de pesquisas de opções dentro das mais modernas tecnologias de IoT (Internet das Coisas), sistemas de controle e identificação, ergonomia e design de produto. O sistema foi projetado de maneira interdisciplinar, pelos alunos Alan Marques, Antônio Vaz, Phamella Oliveira, Murilo Amorim e Ivonielson Monteiro, em parceria com o Laboratório de Automação do CDSA.

"Esperar em filas de atendimento sempre é um incômodo para clientes e um motivo de preocupação para empresas e organizações. Sistemas modernos de auxílio ao atendimento têm sido procurados como formas de minimizar os impactos negativos e minimizar o tempo de espera", disse o professor Rômulo Augusto Ventura Silva, coordenador do Laboratório de Automação.

"Com o objetivo de substituir os sistemas convencionais baseados em senhas e similares, o TWC utiliza cartões coloridos mais intuitivos e lúdicos para a identificação dos clientes. Ao chegar na coordenação, o usuário pega um cartão, aproxima do equipamento que identifica através de RFID, e  adiciona a sua cor na fila, que é exibida no painel remoto através de WiFi. O coordenador tem o controle de chamada também através de WiFi, o que permite que ele continue chamando cartão após cartão que, posteriormente, são recolocados no local de acesso do sistema", explicou o professor.

De acordo com o professor Rômulo, as principais vantagens sobre os sistemas convencionais são a simplicidade de uso, baixo custo do equipamento e reutilização dos cartões.

O equipamento é totalmente autônomo, funcionando com bateria recarregável e transmitindo as informações via WiFi, podendo ser gerenciado a partir de computadores, celulares ou tablets e ter o seu painel baseado em computadores com monitores, Smart TVs ou outros dispositivos que tenham acesso à Internet via rede sem fio. A identificação dos cartões é baseada no padrão RFID de ultra alta frequência, sendo também compatível com NFC (Near Field Communication -  tecnologia que permite a troca de informações sem fio e de forma segura), podendo assim, em versões posteriores, utilizar celulares, pulseiras, chaveiros ou outros padrões de identificação compatíveis com o NFC ou RFID.

(Rosenato Barreto - Assimp CDSA/UFCG)

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página