Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Categorias > O projeto de integração e a revitalização do São Francisco é tema de livro de professor do CDSA
Início do conteúdo da página
Notícias

O projeto de integração e a revitalização do São Francisco é tema de livro de professor do CDSA

  • Publicado: Terça, 16 de Maio de 2017, 09h54
imagem sem descrição.

Será lançado nesta terça-feira, 16 de maio, às 19 horas, no VIII Seminário Nacional de Sociologia e Política, na Universidade Federal do Paraná o livro “Ressignificação Ambiental e Modernização Ecológica no semiárido brasileiro: o projeto de integração e a revitalização do São Francisco”, de autoria do professor Irivaldo Oliveira, do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG. O livro foi fruto da tese de doutoramento do autor.

Atuando no sentido de desmistificar o tema do meio ambiente, concebendo-o como uma construção social, marcada por disputas prático-discursivas, envolvendo atores diversos, o trabalho de Irivaldo nos propicia uma rica análise sobre o processo de institucionalização da questão ambiental no Brasil, a partir do estudo de um dos maiores e mais emblemáticos projetos do Programa de Aceleração do Crescimento, do Governo Federal, sob o Governo Lula.

"Entre a redenção socioeconômica do Nordeste e do Semiárido e a condenação à morte do Rio São Francisco – este que, além de seu valor econômico, goza historicamente de imenso significado simbólico na cultura popular regional -, o debate público se apresentou de modo acalorado, polarizado, entre os que se posicionaram a favor e contra, ganhando as páginas dos jornais, mobilizando os atores, implicando em ajustes sucessivos na concepção do projeto e na base social de apoio à sua realização", destaca o autor. O principal mérito do estudo de Irivaldo Oliveira foi o de apresentar para a sociedade uma análise sociológica instigante e competente sobre um fenômeno social de grande relevância social e atualidade, em grande medida fazendo jus à missão social da Universidade e da Ciência.

"Este livro é importante porque ele nos lembra da relevância da Ciência Social - particularmente da Sociologia - buscando compreender o que se passa no debate ambiental e nas decisões políticas da atualidade. Com uma substancial análise dentro dos mecanismos das agências governamentais e programas, ao mesmo tempo em que está atento às vozes da sociedade civil, Silva nos lembra do poder da linguagem como parte da estrutura governamental do Estado moderno", disse.

Segundo o autor, no caso do projeto do São Francisco, uma transferência de água entre bacias que envolve centenas de quilômetros de barragens, canais e bombas é caracterizado como um projeto de “integração de bacias”. Essa modernização da hidrologia do Nordeste do Brasil é claramente um “mamute” em se tratando de empreendimento de engenharia. Igualmente, como o autor argumenta, "é também um processo complexo através do qual a questão ambiental é construída ao longo de novas linhas, compondo uma renovada base de legitimação do paradigma do desenvolvimento que privilegia o ganho econômico em curto espaço de tempo em detrimento do bem-estar social e ecológico".

(Rosenato Barreto - Assimp CDSA/UFCG)

registrado em:
Fim do conteúdo da página