Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Noticias > Dia do Agricultor: Pascar homenageia profissionais
Início do conteúdo da página
Notícias

Dia do Agricultor: Pascar homenageia profissionais

  • Publicado: Terça, 28 de Julho de 2020, 12h20
Imagem: pxfuel.com
imagem sem descrição.

O Dia do Agricultor - 28 de julho - é uma data que foi pensada para dar visibilidade ao povo do campo que trabalha duro em todo o País. Esse dia presta merecida homenagem aos homens, mulheres, jovens e famílias que colocam comida nos supermercados e em nossas mesas todos os dias. 

Como proposta para homenagear o povo do campo o Programa de Ações Sustentáveis para o Cariri (Pascar) do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG, mantem o Programa Matutando Solos e Agroecologia na 95 FM (Radio Cidade de Sumé), espaço dialógico onde são socializados os saberes gerados na Academia e nas Instituições de pesquisa para otimizar a atividade agropecuária e compartilhados os fazeres do povo camponês.

Além dessa ação, o Pascar realiza, desde 2011, a Cavalgada do Agricultor e da Agricultora – A Cavalgada da Agroecologia, evento técnico-cultural para homenagear vaqueiros e amazonas, agricultores e agricultoras. A atividade envolve uma grande ação de visita às áreas experimentais do CDSA, o Dia de Campo: o campo no campus, onde estudantes das disciplinas de Solos e integrantes do Pascar apresentam estratégias e inovações para o campo.

"Esse ano, em função da pandemia que abalou todos os sistemas e setores, a Cavalgada do Agricultor e da Agricultora, já em sua nona edição, foi adiada para o ano de 2021 quando será realizada com a costumeira alegria para agraciar esses personagens que fazem a vida acontecer! Mas para dar ênfase a grandeza do evento, a coordenação do Pascar realizou uma live com os integrantes do programa, para relembrar a atividade", informou a coordenadora do Pascar, professora Adriana Meira Vital.

A pandemia do COVID-19 tem interferido seriamente nas atividades da agricultura e nas cadeias de suprimentos, com redução de mão-de-obra e problemas de transporte, interrompendo algumas atividades de colheita, além da reduzir o fluxo de pessoas nas feiras livres e nos mercados públicos de comercialização. O fechamento de hotéis, restaurantes, confeitarias, por exemplo, também promoveu sérias dificuldades nas vendas dos produtos agrícolas.

Mas o coronavírus é apenas a mais recente de uma série de infortúnios, desafios e dificuldades que os agricultores enfrentam na sua atividade e eles são campeões na capacidade de resistir, superar e se reinventar, e seguem na sua humildade, trabalhando para prover a segurança alimentar, cuidado do solo, da água, das plantas e animais e deixando seu legado às futuras gerações, por isso são merecedores de nossa homenagem, valorização e respeito.

"Agricultoras e agricultores, vaqueiros e amazonas são heróis pouco muito pouco valorizados. Atualmente, a despeito da pandemia, mais atenção merecem por parte das políticas públicas. Desde muito cedo as pessoas do campo dão o exemplo com seu trabalho feito em meio a adversidade e falta de incentivos e não apenas fornecem à nação os alimentos que ingerimos, mas também contribuem para nossa economia de várias maneiras".

"Agricultores são super-heróis do cotidiano. É preciso coragem para acordar na madrugada todos os dias para ordenhar as vacas, tirar ração, pedir empréstimo ao banco para construir o galpão ou comprar porcos ou gado, aprender, melhorar e adotar novas práticas de conservação ou de cuidados com os animais, mesmo diante das inúmeras dificuldades financeiras. Os agricultores fazem tudo isso porque é o seu chamado – cuidar da natureza e produzir alimentos que chegam às nossas mesas diariamente. Isso nos mostra que nem todos os heróis usam capas. Às vezes, usam botas enlameadas e chapéu de palha ou couro".

A data instituída por meio do Decreto de Lei nº 48.630, de 1960, e assinado pelo então presidente Juscelino Kubitschek, em comemoração aos 100 anos do Ministério da Agricultura. A data celebra a importância dos agricultores para o crescimento econômico do país e para a sociedade. "Além da produção de alimentos, as atividades desenvolvidas por esse profissional geram matéria-prima para a fabricação de inúmeros produtos essenciais à comunidade".

registrado em:
Fim do conteúdo da página