Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Noticias > Estudo da UFCG sobre desmatamento da Caatinga é publicado em revista de maior impacto na área de sensoriamento remoto
Início do conteúdo da página
Notícias

Estudo da UFCG sobre desmatamento da Caatinga é publicado em revista de maior impacto na área de sensoriamento remoto

  • Publicado: Terça, 25 de Junho de 2019, 15h28
imagem sem descrição.

O professor John Elton.Um trabalho de pesquisa sobre a remoção da cobertura do solo da Caatinga, do professor do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido (CDSA) da Universidade Federal de Campina Grande UFCG, John Elton Cunha foi publicado na revista científica “Remote Sensing of Environment”, periódico de maior impacto na área de sensoriamento remoto (fator de impacto 8.218).

O artigo publicado foi intitulado “Surface albedo as a proxy for land-cover clearing in seasonally dry forests: Evidence from the Brazilian Caatinga”. A primeira versão do trabalho foi apresentada na tese de doutorado do professor. Nesse artigo, de acordo com ele, foi utilizada uma nova técnica para detectar alterações na cobertura do solo em florestas sazonais. “Também inovamos ao usar o albedo [Relação entre a radiação solar refletida ou dispersada pela superfície da Terra e o total que nela incide] de superfície com indicador acurado de detecção do desmatamento”, completou.

A área estudada localiza-se próxima ao CDSA e abrange os municípios paraibanos de Sumé, Monteiro, Congo e Prata. “Contribuíram para este estudo pesquisadores de instituições inglesas, alemãs, portuguesas e colegas da UAEC da UFCG”, disse John Elton.

“O aumento contínuo das pressões humanas e climáticas, além da falta de iniciativas de monitoramento, faz da Caatinga uma das florestas mais vulneráveis do mundo. A Caatinga está localizada na região semiárida do Brasil e sua fenologia é altamente dependente da precipitação [chuvas], que apresenta alta variabilidade espacial e temporal. Nestas circunstâncias, os métodos baseados em imagens de satélite são valorizados devido à sua capacidade de descobrir mudanças induzidas pelo homem a partir dos efeitos do clima na cobertura do solo”, explicou Cunha.

“Neste estudo, uma série temporal de 670 imagens Landsat coletadas durante período de 31 anos (1985-2015) foi usada para investigar padrões espaciais e temporais de remoção da cobertura do solo (Land-Cover Clearing - LCC) devido à remoção de vegetação em uma área da Caatinga”.

“O afastamento concedido para dedicação exclusiva ao doutorado foi sem dúvidas de suma importância para o sucesso desta atividade científica, por isso agradeço ao CDSA/UFCG por ter disponibilizado um professor substituto e aos colegas de unidade pela confiança depositada no meu trabalho”.

O artigo pode ser acessado por meio do endereço: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S003442571930269X.

(Rosenato Barreto – Assimp CDSA/UFCG)

registrado em:
Fim do conteúdo da página