Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Noticias > NOTA - Coletivo de Assistentes Sociais da Assistência Estudantil da PRAC/UFCG 
Início do conteúdo da página
Notícias

NOTA - Coletivo de Assistentes Sociais da Assistência Estudantil da PRAC/UFCG 

  • Publicado: Quinta, 16 de Mai de 2019, 09h58

O dia 15 de Maio é a data em se comemora o Dia do Assistente Social, profissão de extrema relevância no campo das políticas sociais, contribuindo para a viabilização dos direitos junto à população. É uma profissão que existe no Brasil desde os finais dos anos de 1930. Atualmente a profissão é regulamentada pela a lei 8662/1993, pelo Código de Ética de 1993 e pelas Diretrizes Curriculares da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa/ABEPSS para os cursos de graduação em Serviço Social. Ambos os documentos materializam o Projeto Ético Político do Serviço Social que se pauta pela defesa intransigente dos direitos humanos, acesso aos bens e serviços relativos aos programas e políticas sociais e empenho na eliminação de todas as formas de preconceito, incentivando o respeito à diversidade, à participação de grupos socialmente discriminados e à discussão das diferenças, dentre outros princípios previstos no código de ética do assistente social. Lembramos ainda que no dia 17 de Maio também se celebra o dia Internacional contra a Homofobia, posto que a data foi escolhida em razão da exclusão da Homossexualidade da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 17 de maio de 1990, oficialmente declarada em 1992. É oportuno lembrar que o Brasil é um país em que a cada 19 horas uma pessoa LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, trans e travestis) morre, sendo um dos países que mais mata travestis e trans em todo o mundo. É valido destacar que o Serviço Social repudia toda e qualquer forma de preconceito, existindo canais em que a denuncia pode ser formalizada, a exemplo do Disque 100, além de outros canais para formalização de denúncias. Por último, manifestamos total repúdio aos cortes anunciados pelo Ministério da Educação para as universidades, haja vista que defendemos uma educação gratuita, laica e de qualidade.
#serviçosocial #assistênciaestudantilufcg #nãoahomofobia #educaçãopúblicaedequalidade

14 de Maio de 2019


Coletivo de Assistentes Sociais da Assistência Estudantil da PRAC/UFCG
(Campi: Campina-Grande, Sumé, Cuité, Patos, Pombal, Sousa e Cajazeiras)

registrado em:
Fim do conteúdo da página